28º Fórum da Soja: o grão deverá ser o destaque da safra gaúcha na temporada

Foto: Betina Carcuchinski / especial O Sul

Com auditório lotado, o 28º Fórum da Soja, na Expodireto Cotrijal, aborda nesta terça-feira (07) as tendências para o grão, que mais um ano deverá ser o destaque na safra gaúcha da temporada de verão. A expectativa é que a produção da oleaginosa ultrapasse a casa das 16,3 milhões de toneladas colhidas no Estado.  Melhorias, novidades e comercialização são alguns dos pilares a serem debatidos. A primeira palestra, às 9h, com o tema “Manejo para altos rendimentos”, foi ministrada pelo engenheiro agrônomo e professor de controle integrado de pragas do Instituto de Ciências Agronomias de Passo Fundo, Dirceu Gassen. O evento é de organização da FecoAgro/RS (Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul) em conjunto com a CCGL e a Cotrijal.

Foto: Betina Carcuchinski / especial O Sul
Foto: Betina Carcuchinski / especial O Sul

Há alguns anos, segundo Gassen, o Rio Grande do Sul produzia soja com 18% de óleo e 38% de proteínas. Atualmente, as proteínas alcançam até 34%. “Os chineses estão reclamando, pois buscam o nutriente. Isso é causado pelo colhimento precoce da safras em razão das instabilidades do RS”, explica o engenheiro agrônomo, que em sua palestra ressaltou que o Estado deve fortalecer os planos estruturais e coletivos.”Enaltecer o poder e a força do setor”, afirma Gassen. Ele conta que o diferencial da região são as chuvas abundantes e para o bom desempenho das safras é necessário organizar o plano de produção.

Após, foi a vez do mestre em economia e finanças pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), de São Paulo, Constantin Jancsó, que foi sócio da MCM Consultores Associados, além de estrategista de câmbio e renda-fixa para Brasil e México do Santander Securities em Nova Iorque. Foi também economista-chefe do HSBC e está no Bradesco desde 2016. O especialista vai fazer a palestra “Perspectivas Econômicas”.

A terceira palestra da manhã ficará a cargo do engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Fernando Muraro Jr., que abordará as “Tendências Para os Mercados de Soja e Milho em 2017/2018. O especialista tem mestrado em Economia Agrícola na Itália e especialização em análise de mercado nos Estados Unidos. Atuou como trader da Cotriguaçu, no Paraná, por seis anos. Fundou em 1996 a AgRural Commodities Agrícolas, focada em assessoria de comercialização e investimentos.

Finalizando, a palestra “Atribuição, Ocupação e Uso das Terras no Brasil e no Exterior. Primeiras Análises e Resultados do Cadastro Ambiental Rural no Brasil e Rio Grande do Sul” será realizada pelo agrônomo, pesquisador e escritor Evaristo de Miranda. Autor de 45 livros. Formado em Agronomia na França, com mestrado e doutorado pela Universidade de Montpellier, foi coordenador do Grupo de Inteligência Territorial Estratégica (GITE) da Embrapa, Chefe Geral da Embrapa Monitoramento por Satélite e membro do Conselho Superior do Agronegócio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Foto: Betina Carcuchinski / especial O Sul
Foto: Betina Carcuchinski / especial O Sul
Foto: Betina Carcuchinski / especial O Sul
Foto: Betina Carcuchinski / especial O Sul

Comentários

Comentários

Um Comentário

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.