A chuva permanece no Rio Grande do Sul neste fim de semana

A chuva que chegou nesta sexta-feira (14) ao Rio Grande do Sul deve permanecer durante todo o fim de semana, segundo o Boletim Meteorológico Semanal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação.

Até domingo (16), a propagação de uma área de baixa pressão manterá a nebulosidade e as pancadas de chuva na maior parte do Estado. Há risco de temporais isolados, com descargas elétricas, rajadas de vento e eventual queda de granizo.

Na segunda-feira (17), o tempo voltará a ficar seco na maioria das regiões, e as áreas de chuva deverão ficar concentradas sobre a Região Sul e o litoral. Na terça-feira (18), o tempo firme, com sol e temperaturas elevadas predominará em todas as regiões.

A propagação de uma frente fria provocará chuva em todo o RS na quarta-feira (19). Já na quinta-feira (20), o ingresso de uma nova massa de ar seco e frio manterá o tempo firme, com ligeiro declínio das temperaturas.

Porto Alegre

Confira a previsão do tempo do Sistema Metroclima para Porto Alegre nos próximos dias:

Sábado: as nuvens predominam e provocam chuva no decorrer do dia. A chuva novamente será forte com raios e trovoadas em alguns momentos. O vento sopra fraco do quadrante Leste. A temperatura continua amena. Mínima de 16°C e máxima de 22°C.

Domingo: o sol aparece com nuvens, mas no decorrer da tarde para a noite as nuvens voltam a aumentar e provocam pancadas de chuva à noite. Não se descarta chuva localmente forte. O vento sopra fraco do quadrante Leste/Norte. A temperatura segue amena. Mínima de 15°C e máxima de 24°C.

Segunda-feira: o sol aparece com nuvens no decorrer do dia, mas períodos de maior nebulosidade provocam chuva ou garoa sobretudo entre a madrugada e a manhã. O vento fica calmo ou sopra fraco do quadrante Sul. A temperatura diminui e a mínima ocorre à noite. Mínima de 12°C e máxima de 21°C.

Metroclima

O Sistema Metroclima – Vigilância Meteorológica de Porto Alegre foi criado em 2007 para monitorar as condições atmosféricas na Capital gaúcha 24 horas por dia mediante uma rede de estações automáticas e pluviômetros que oferecem dados de chuva e outras variáveis meteorológicas em todas as zonas geográficas da cidade.

Para esse trabalho, de acordo com a prefeitura, são utilizadas as mais modernas ferramentas, como radares meteorológicos, sistemas de detecção de descargas atmosféricas, modelos numéricos nacionais e internacionais, acompanhamento de imagens de satélite, radiossondagens de aeroportos e estações automáticas.

Comentários