A governadores, ministro da Saúde diz que o registro da vacina de Oxford deve ser aprovado no fim de fevereiro

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta terça-feira (08) a governadores que a previsão é de que a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca tenha o registro aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no fim de fevereiro.

Em reunião com os governadores no Palácio do Planalto, Pazuello foi questionado sobre em que etapa está o desenvolvimento do imunizante. O Ministério da Saúde anunciou em junho a parceria para a pesquisa e produção nacional da vacina com a universidade e a farmacêutica.

“Previsão de submeter à Anvisa em dezembro. Previsão de registro? Previsão de início no final de fevereiro. Então, se Deus quiser, com tudo pronto nós iniciaremos a vacinação da AstraZeneca”, disse o ministro.

De acordo com Pazuello, a vacina de Oxford está concluindo a fase três dos testes. Na sequência, o processo deve ser submetido à Anvisa, que avaliará se pode conceder o registro. Segundo o ministro, esses documentos devem ser enviados à agência até o fim deste mês.

“Se houver recomendações incompletas, se isso acontecer, nós só vamos ter registro efetivo da AstraZeneca no final de fevereiro, mesmo que tenham chegado as 15 milhões de doses em janeiro. A Anvisa seguirá dentro dos seus critérios técnicos. Com certeza, ela vai fazer o mais rápido possível”, explicou Pazuello.

Entre os governadores que foram ao Palácio do Planalto, estão: Wellington Dias (PT), do Piauí; Fátima Bezerra (PT), do Rio Grande do Norte; Paulo Câmara (PSB), de Pernambuco; Gladson Cameli (PP), do Acre; Helder Barbalho (MDB), do Pará; e Ronaldo Caiado (DEM), de Goiás. Outros governadores, incluindo Eduardo Leite, participaram da reunião por videoconferência.

Em entrevista antes do encontro, os governadores destacaram a necessidade de definir, junto com o governo federal, um cronograma para a vacinação contra a Covid-19.

Comentários