A Polícia Federal queimou três toneladas de cocaína e haxixe

A PF (Polícia Federal) incinerou, na manhã desta sexta-feira (8), na Região Metropolitana de Curitiba (PR), quase três toneladas de drogas apreendidas na capital paranaense e em Paranaguá, no litoral do Estado. Os narcóticos foram apreendidos, em sua maioria, em 2018.

Arderam em fornos de grande porte nos arredores de Curitiba 2.870 quilos de cocaína e 42 quilos de haxixe. A ação foi acompanhada por um forte esquema de segurança.

Tráfico interestadual de drogas

A Polícia Federal prendeu na madrugada desta sexta-feira (8) prendeu um homem por tráfico interestadual de drogas. A apreensão ocorreu quando ele desembarcava no Aeroporto Internacional de Confins (MG) em voo oriundo de Porto Velho (RO), trazendo cerca de 2 quilos de cloridrato de cocaína camuflados em seus membros inferiores.

A posse das drogas foi descoberta durante fiscalização de rotina no aeroporto. O homem tem 34 anos e estava foragido, há mais de um ano, da Justiça estadual de Porto Velho, onde cumpria pena em regime semiaberto.

O homem foi encaminhado para a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG), onde ficou à disposição da Justiça. Se for condenado, poderá cumprir até 25 anos de reclusão.

Correios

A Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão, no final da manhã de quinta-feira (7), na residência de um suspeito de receber pelos Correios comprimidos de ecstasy, no Paraná.

A investigação foi iniciada a partir e correspondência internacional, na qual havia comprimidos de ecstasy, interceptada pelos Correios, em Curitiba (PR). A Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão numa residência situada na cidade de Fazenda Rio Grande, município que faz parte da Região Metropolitana de Curitiba.

Durante as buscas foram localizados uma arma de fogo irregular (pistola 6,35mm municiada com seis projéteis), medicamentos de origem estrangeira e uma pequena quantidade de drogas. O proprietário da casa, que é um guarda municipal daquela cidade, foi preso em flagrante.

A postagem inicialmente interceptada continha 337 comprimidos de Ecstasy oriundos da Holanda e, dentre os materiais apreendidos na data, havia elementos que confirmavam que o destino da droga era de fato o preso.

O preso e o material foram encaminhados à Superintendência Regional da Polícia Federal do Paraná.

Drogas sintéticas

Em outro caso, a Polícia Civil gaúcha, por meio da Draco de Caxias do Sul, prendeu em flagrante, no fim da tarde desta sexta-feira (8), um indivíduo de 26 anos, por tráfico de entorpecentes.

Segundo o delegado Adriano Linhares, em cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, os policiais localizaram uma pequena quantidade de drogas sintéticas, apetrechos utilizados para o tráfico, além de outros medicamentos proibidos. Ele é investigado por participar de um grupo que atua na venda de drogas sintéticas na cidade de Caxias do Sul.

“Em 13/11/2018, policiais da Draco foram à casa de outro indivíduo investigado no mesmo inquérito e apreenderam aproximadamente 60 frascos de medicamento controlado de uso veterinário utilizado para fabricação da droga key ou special key”, afirmou o delegado.

Comentários