A Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul já começou a receber sugestões sobre o novo currículo escolar

A Seduc-RS (Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul) disponibilizou uma plataforma digital para receber sugestões de educadores que queiram participar da consulta pública para a formatação do Novo Referencial Curricular Gaúcho. Após se cadastrarem no site (curriculo.educacao.rs.gov.br), os educadores das redes estadual e municipal e de escolas privadas poderão sugerir assuntos para o novo currículo, a ser implantado a partir de 2019.

A iniciativa, promovida pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e pelo Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinepe-RS), tem o objetivo de criar uma base comum curricular integrada, trabalhando temáticas regionais como história, cultura e diversidade étnico-racial, de forma complementar à BNCC (Base Nacional Comum Curricular).

Para a diretora do Departamento Pedagógico da Seduc-RS, Sônia Rosa, a implantação da BNCC e a construção do Referencial Curricular Gaúcho entram em uma etapa decisiva com amplo debate e participação dos educadores gaúchos. “A plataforma está disponível para que todos os professores participem e construam, de fato, o novo currículo”, afirmou.

A etapa seguinte será em junho, quando ocorrerão audiências públicas sobre o tema, com a participação da comunidade escolar do Rio Grande do Sul.

Base comum

A BNCC é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica. Conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei nº 9.394/1996), a Base deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil.

Comentários