Agricultura Familiar é tema de reunião na Expodireto

Foto: Betina Carcuchinski / especial O Sul

Detalhes do Programa que beneficia 10 mil famílias ao ano no Rio Grande do Sul foram discutidos nesta quinta-feira (09), em Não-Me-Toque, durante a Expodireto. Lançado em junho do ano passado pelo Governador José Ivo Sartori, o Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar será desenvolvido no Estado até o final de 2019.

“O Programa de Gestão foi implementado numa ação da SDR (Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo) e Emater, com intuito de acompanhar mais de perto indicadores econômicos sociais, e ambientais das propriedades, visando maximização do uso dos recursos disponíveis”, explicou o diretor técnico da Emater/RS-Ascar, Lino Moura.

O encontro desta quinta-feira, em Não-Me-Toque, foi prestigiado pelo presidente da Emater/RS, Clair Kuhn, secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Não-Me-Toque, Pedro Nienow, e Secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Tarcísio Minetto.

“Eu sei que a Emater sempre trabalhou, ao longo destes 61 anos, com assistência técnica e extensão rural”, disse o secretário da SDR, Tarcísio Minetto. Contudo, Minetto destacou o atual foco do Programa. “Quando se fala em gestão sustentável, está se levando em conta, primeiro, a sustentabilidade sob o ponto de vista financeiro e econômico. O empreendimento tem que dar retorno sob o ponto de vista econômico e financeiro, respeitando a natureza, o meio ambiente”, disse o secretário da SDR.

O coordenador estadual do Programa, extensionista da Emater/RS-Ascar Célio Colle, explicou como funcionam as quatro etapas do Gestão. “Conhecer o programa, elaborar um diagnóstico socioeconômico e ambiental, elaborar um Plano de Gestão e, por último, executar esse Plano”, disse Colle.

Comentários

Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.