América Latina alivia medidas contra o coronavírus e Europa se fecha cada vez mais

Desde que surgiu na China, no fim de 2019, o novo coronavírus já matou quase 1,2 milhão de pessoas e infectou mais de 46 milhões. (Foto: Reprodução)

Enquanto alguns países da América Latina aliviam suas medidas de combate à Covid-19, a Europa impõe cada vez mais restrições para combater a segunda onda da pandemia, gerando protestos em uma população cada vez mais impaciente.

Na região da América Latina e do Caribe, a mais afetada do mundo, com 11,3 milhões de contágios e mais de 400.000 mortos, vários países estão aliviando as medidas. Neste domingo, a cidadela inca de Machu Picchu reabriu ante uma gradativa redução dos contágios no Peru, país com a maior taxa de mortalidade, com 105 mortos por 100.000 habitantes.

A cidadela inca estava fechada desde 16 de março e com sua reabertura renasce a esperança em Cusco, antiga capital do império inca, e outros povoados da região que são passagem obrigatória para Machu Picchu, e que enfrentam uma crise aguda como consequência da pandemia, pois 70% de sua população viviam do turismo.

O México, enquanto isso, celebrou neste domingo o Dia dos Mortos, a tradição mais representativa do país, com fortes restrições.

Comentários