ANC lança prêmio para líderes em registro na Expointer. O mérito será entregue na noite de segunda-feira (27)

 

Engajada em projetos de melhoria genética nos rebanhos brasileiros, a Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares (ANC) vem com novidades para a Expointer 2018. Depois de anos premiando os proprietários de animais que atingiam maior peso aos 550 dias por meio do cobiçado prêmio José de Almeida Collares, neste ano, a entidade – uma das mais antigas a representar os pecuaristas brasileiros – lança o Difusão Genética Nacional. O mérito será entregue na noite de segunda-feira (27/08) durante evento no estande da ANC no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

Segundo o presidente da ANC, Ignacio Tellechea, a nova premiação destacará macho e fêmea nacional que tiverem o maior número de filhos registrados nos livros Puro de Origem e Puro Controlado, no período de 1º de julho de 2017 a 30 de junho de 2018. A proposta – que agraciará os melhores em cada raça – surgiu dentro da diretoria da ANC com o objetivo de valorizar os criadores que trabalham intensamente pelo aprimoramento de seus planteis e que nem sempre trazem seu gado para exposições. “Nosso trabalho é valorizar os animais registrados, que apresentam características melhoradoras importantes para o rebanho nacional, estejam eles nas feiras ou no campo”, pontuou Tellechea.

Pelo regramento da nova premiação, explica a superintendente de Registro Genealógico da Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares, Silvia Freitas, o mérito só será concedido às raças que tiveram, no mínimo, cem animais registrados no período. Para serem agraciadas, as fêmeas devem ter, no mínimo, cinco descendentes registrados.

Comentários