Após Bolsonaro anunciar troca no comando da Polícia Federal, ministro Sérgio Moro teria pedido demissão

O presidente Jair Bolsonaro comunicou o ministro da Justiça, Sérgio Moro, nesta quinta-feira (23), que pretende trocar a diretoria-geral da PF (Polícia Federal), atualmente ocupada por Maurício Valeixo.

Bolsonaro informou ao ministro que a mudança deve ocorrer nos próximos dias. Moro, então, teria pedido demissão do cargo, e Bolsonaro tenta reverter a decisão do ex-juiz, de acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo.

Os ministros Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) foram escalados para convencer Moro a permanecer no cargo, conforme o jornal. Se Valeixo sair, Moro sairá junto, segundo aliados do ministro, o mais popular do governo federal.

Valeixo foi escolhido por Moro para o cargo. Desde o ano passado, Bolsonaro tem ameaçado trocar o comando da PF. Moro, ao ser informado pelo presidente sobre a troca, chegou a dizer que seria muito ruim para ele, à frente do Ministério da Justiça, perder o seu braço direito.

Nesta quinta, o delegado se reuniu com os 27 superintendente regionais da PF nos Estados por videoconferência. Ele disse que está cansado e que já conversou com Moro sobre o seu desejo de sair do comando da corporação. Valeixo afirmou que o motivo da sua possível saída não tem relação com qualquer inquérito que eventualmente possa incomodar Bolsonaro.

Comentários