As atividades de incentivo à amamentação foram transferidas devido ao mau tempo em Porto Alegre

O evento especial que seria promovido pela Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre como encerramento do Agosto Dourado, mês de incentivo à amamentação, foi transferido em função da previsão de chuva e frio neste final de semana. Organizada inicialmente para ocorrer neste sábado (25), das 10h30min às 18h, ao lado da chaminé da Usina do Gasômetro, a atividade deve ser realizada em setembro, em data a ser definida.

A programação inclui consultorias em aleitamento materno, orientação sobre alimentação complementar saudável e manutenção do aleitamento no retorno ao trabalho, atividades culturais, yoga, debates e doações de slings (panos para segurar o bebê) e potes de vidro para os bancos de leite humano.

Também seria realizado neste sábado um mamaço coletivo ao ar livre, pinturas de barriga, yoga e rodas de conversa sobre maternidade, paternidade e parto, massagem em bebês e oficinas de turbantes.

Agosto Dourado

O Mês do Aleitamento Materno foi instituído no Brasil em 2017, com a Lei 13.435/2017. Nesse período, se intensificam ações de consciência e esclarecimento sobre a importância do aleitamento materno, como a realização de palestras e eventos, encontros com a comunidade, ações de divulgação em espaços públicos e iluminação ou decoração de espaços com a cor dourada.

De acordo com a área de saúde nutricional da secretaria, a melhora dos indicadores de aleitamento materno depende de diversos setores. “Envolve a mobilização das mães, famílias, sociedade e estado para assegurar esse direito à criança”, afirma a assessora técnica Annelise Krause. Conforme a nutricionista, a ação pretende reconhecer o esforço em proteger a saúde das crianças e mulheres. “Será um ato de cidadania e cumprimento de um direito humano, promovendo a autoestima e a confiança de todos que se engajam na promoção do aleitamento materno”, diz.

A Capital gaúcha integra a estratégia Amamenta Alimenta Brasil desde 2013, com foco no aleitamento materno na atenção primária. Pela iniciativa, são formados tutores que acompanham a capacitação das equipes, pactuando ações de pré-natal, fluxograma de atendimento da mãe e do bebê e monitoramento de indicadores de aleitamento e alimentação. Entre os objetivos, está desenvolver ações sistêmicas individuais ou coletivas para a promoção do aleitamento materno e a alimentação complementar saudável e monitorar os índices de aleitamento e alimentação complementar.

Comentários