Bancada federal destina R$ 174 milhões ao Rio Grande do Sul para custos com saúde

O Rio Grande do Sul conta com mais R$ 174 milhões para a saúde pública destinados pela bancada federal. Deste total, R$ 99,3 milhões irão para o governo do Estado (R$ 76,2 milhões) e os municípios (R$ 23,1 milhões) custearem ações e serviços necessários ao enfrentamento do coronavírus.

Os recursos foram confirmados no final de março pelos deputados federais e senadores gaúchos e foram liberados nesta semana, conforme anúncio do governador Eduardo Leite na transmissão virtual feita nesta quinta-feira (14).

“A tarefa de administrar o Rio Grande do Sul é coletiva. O governador não vai ter a resposta individual e solitária para todos os problemas, mas, com o apoio dos deputados, dos senadores e dos outros Poderes, estamos conseguindo construir, com diálogo, o consenso necessário para conseguirmos avançar nas pautas mais importantes do nosso Estado”, destacou Leite, agradecendo mais uma vez pela parceria dos parlamentares, especialmente durante a pandemia.

“É um apoio muito importante da bancada federal gaúcha, a quem agradecemos muito, porque tem defendido os interesses do nosso Rio Grande”, afirmou o governador.

Os valores

O total repassado pela bancada federal para o Estado é de R$ 174 milhões. Destes, R$ 147,7 milhões são para o Estado repassar a hospitais e Apaes (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). Este valor está dividido em: R$ 26,2 milhões em emendas individuais; R$ 45,3 milhões em emendas de bancada; R$ 76,2 milhões em emendas de bancada específicas para enfrentamento à Covid-19, dos quais R$ 33,4 milhões aos hospitais sob gestão do Estado e R$ 42,8 milhões para gestão livre da Secretaria Estadual da Saúde.

Outros R$ 23,1 milhões são para os municípios em emendas de bancada específicas para enfrentamento à Covid-19 e R$ 4 milhões ainda estão em definição pela bancada.

Comentários