Banrisul exibe lucro líquido de R$ 1,34 bilhão em 2019, um aumento de 28,2% sobre o ano anterior


O balanço da instituição foi apresentado pelo seu presidente, Claudio Coutinho, na manhã desta terça-feira (11)
Foto: O Sul

Em entrevista coletiva na sede do Banrisul, na Capital, o presidente Claudio Coutinho apresentou o balanço da instituição na manhã desta terça-feira (11). O lucro líquido foi de 1, 34 bilhão de reais, representando um crescimento de 28,2% na comparação com 2018.  O lucro líquido ajutado pelos eventos extraordinários totalizou 1,27 bilhão em 2019, crescimento de 16,2% frente ao registrado no mesmo período de 2018, com retorno ajustado de 16,9% sobre o patrimônio líquido médio. “Este resultado é um esforço conjunto da diretoria e dos funcionários, que permitiram que o banco chegasse a este número extraordinário”, destacou o presidente.

Segundo dados apresentados por Claudio Coutinho, o marketing share do Banrisul no ano passado foi de 49% no item depósitos a prazo e de 26% em depósitos a vista. As operações de crédito no Estado tiveram um incremento de 20%, a poupança 13%. O banco está presente em todos os municípios gaúchos e abriga 10.283 funcionários, destes, 70% com ensino superior, sendo 55% homens e 45% mulheres.

A estratégia de negócios do Banrisul, como defende seu presidente, “concentra esforços em prover crédito a pessoas físicas e jurídicas, apresentando soluções a estes segmentos”. Além disso, a instituição vem apoiando pequenas e médias empresas, bem como o agronegócio, incluindo empresas, cooperativas e produtores rurais, “com oferta de diferentes linhas de crédito que atendam suas necessidades”. O crédito ao agronegócio registrou saldo de 2,7 bilhões em dezembro de 2018, crescimento de 8,2% sobre dezembro de 2018. Foram contratadas 31,6 mil operações, com volume total de crédito de 1,9 bilhão de reais. “Estamos firmes no propósito de aumentar nossa participação no agronegócio, estamos visitando produtores em todo o Estado para mostrar que estamos dispostos a financiar o setor”.

O presidente destacou a tecnologia, reiterando que o Banrisul está cada vez mais digital, “investindo sempre em acessos globais para que seja amigável até mesmo para as pessoas que não tenham tanta expertise na área, para que transações simples possam ser realizadas via mobile”. O investimento em tecnologia chegou a 298 milhões de reais no ano anterior. Para 2020, o Orçamento de Capital prevê investimentos de 406,3 milhões na área.

A rede de adquirência Vero encerrou o mês de dezembro com 145,3 mil estabelecimentos credenciados ativos em 12 meses, 4,7% superior ao apurado no final de dezembro de 2018. Em 2019, a Vero registrou 333,8 milhões de transações com cartões de débito e crédito. Em volume financeiro, o valor transacionado totalizou 29,5 bilhões, expansão de 10,5% quando comparado ao ano de 2018. Coutinho reforçou a importância da parceira do Banrisul com a Icatu Participações, com um crescimento no segmento de seguros na ordem de 14%. “Foram operações muito exitosas”. Outra aposta do banco é no segmento de consórcios, que apresentou crescimento de 17% . “Deveremos colher bons frutos nesta área também neste ano”.

O presidente considera que 2020 deverá ser um ano desafiador para o Banrisul. “Começou de forma positiva mas as competições estão cada vez mais acirradas”. As ações para manter o crescimento passam pela diminuição dos custos operacionais, maior competitividade em tecnologia e em produtos. (Clarice Ledur)

Comentários