Bebê de jovem assassinada em Bento Gonçalves morre após cesárea de emergência

O bebê estava internado desde ontem na UTI do Hospital Tacchini (Foto: Rádio Difusora)

O bebê de uma mulher grávida que foi assassinada a tiros em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, acabou morrendo por volta das 6h20 desta quarta-feira, 22, após ser retirado com vida durante uma cesárea de emergência. O crime ocorreu na noite da última terça-feira, 21, no bairro Santo Antão do município, quando bandidos atiraram contra a porta da casa de Andressa Weber Erbice, de 24 anos, e atingiram a mulher com os disparos. Ela estava no sétimo mês de gestação e chegou a ser encaminhada em estado grave para o Hospital Tacchini, mas não resistiu. O bebê estava internado desde ontem, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do local e, conforme a assessoria do hospital, ele teve insuficiência respiratória por causa da prematuridade.

Os bandidos fugiram em um Gol branco, que foi abandonado no bairro Tancredo Neves após o crime. O carro estava registrado como roubado em Veranópolis, desde o último sábado, 18. A suspeita da Polícia Civil é de que o assassinato tenha ocorrido por engano, já que os criminosos permanecerem do lado de fora enquanto atiravam. Uma linha de investigação cogitada pela polícia é de que o crime tenha sido motivado por um acerto de contas relacionado ao tráfico e o alvo poderia ser outra pessoa. Os atiradores ainda não foram encontrados.

Comentários