Biblioteca Pública recebe Maria Grigorova e Eduardo Knob para recital de violino e piano

Eduardo Knob (Foto: Leandro Rodrigues)

No domingo, 30 de abril, a BPE (Biblioteca Pública do Estado) sedia o recital da violinista búlgara Maria Grigorova  e do pianista portoalegrense Eduardo Knob, a partir das 17h, no Salão Mourisco. O programa inclui: “Chacone” de Tomaso Antonio Vitali, “Sonata nº 8, Opus 30 em G Maio – Alegro Assai, Tempo di Menuetto e Alegro Vivace” de Ludwig van Beethoven, “Noturno e Tarantella, Opus 28 nº 1” de Karol Szymanowski, “Três Prelúdios” de George Gershuwin e Jascha Heifetz e “Rapsódia Búlgara Vardar” de Pancho  Vladigerov. A entrada é gratuita.

Maria Grigorova Georgieva

Natural de Plovdiv (Bulgária) e formada pela Escola Nacional de Música de Plovdiv e Academia Musical Nacional de Sofia, em seu país, é atualmente doutoranda do Programa de Pôs Graduação em Música da UFRGS. Integrou diversas orquestras na Bulgária e no Brasil, como Sinfônica Hascovo, Filarmônica Vidin, Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto e Amazonas Filarmônica (AF), onde exerceu o cargo de spalla e concertinho.

Participou como violinista nos festivais: Amazonas de Opera em Manaus, Festival do Teatro de Paz em Belém, Fecani (Festival de Canção de Itaquatiara) e Festival Folclórico de Parintins. Atuou como solista da Filarmônica Plovdiv-Bulgária, Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto(SP),  Amazonas Filarmônica e Orquestra de Câmara do Amazonas (OCA).  Lecionou na Sociedade Litero Musical, Ribeirão Preto- SP, Centro de Artes da Universidade do Amazonas, Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, Manaus e  na Universidade do Estado do Amazonas.

Desde 2010 integra o corpo docente do Curso de Música do Instituto de Artes da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Participou em espetáculos  e gravações de CDs e DVDs de musica popular :grupo Raízes Caboclas, Tiago de Mello, Arlindo Junior, Boi Bumba Garantido, projeto Pela Margem, entre outros.  Foi membro fundador do quarteto  Violinata com qual atuou entre 1998 e 2002.

Realizou o projeto História da Sonata (2007-2013), série de concertos voltados à popularização da sonata . Como pesquisadora, direciona seu trabalho aos assuntos da vida musical na região amazônica. Em 2013 o projeto de sua equipe foi premiado pela Funarte, Prêmio de Música Brasileira , que resultou em publicação  do livro e CD “Seu Dídico, um Mestre do Beiradão” em 2015. Atualmente sua pesquisa em andamento trata sobre a presença dos músicos búlgaros na vida musical de Manaus. Em 2016 recebe pela Academia Amazonense de Letras  a Medalha do Mérito Cultural Péricles Moraes 2016, categoria Artes.

Maria Grigorova (Foto: Vasilka Espinosa)
Maria Grigorova (Foto: Vasilka Espinosa)

Eduardo Knob

Natural de Porto Alegre, graduou-se Bacharel em Música em 2009, no Instituto de Artes da UFRGS. Teve suas classes de piano com Cristina Capparelli Gerling, com quem também produziu notas de programa para a OSPA nas temporadas de 2007 e 2008, quando foi bolsista de Iniciação Científica pelo CNPq. De 2009 a 2010, participou do projeto “Quatuor en Contact”, cujo orientador foi Fredi Gerling, em que foi executada música de câmara, como os Quintetos de Dvoräk e de Brahms, sem o auxílio visual da partitura.

Desde que se graduou bacharel, tem produzido um volumoso trabalho como camerista e pianista colaborativo, ao lado de músicos de destaque internacional. Foi convidado pela pianista Tali Morgulis (Israel/Ucrânia) a juntar-se ao seu estudio, de 2011 a 2013, na Moores School of Music, parte da prestigiada University of Houston (Texas). Nesta instituição, ministrou aulas de piano para alunos de graduação e formou-se Master of Music, com enfoque na performance de piano.

Atualmente, participa ativamente em atividades artísticas e festivais pelo Brasil. É frequentemente requisitado para tocar juntamente com a Orquestra de Câmara da Ulbra, OSPA e Unisinos Anchieta. Trabalhou como pianista do Coro Sinfônico da OSPA, coral Unisinos e da Orquestra Unisinos Anchieta. Recentemente também integrou o corpo de profissionais do Festival Internacional SESC de Música em Pelotas.  edições de 2015 e 2016.

Vencedor de pelo menos 10 concursos nacionais e internacionais de piano, Eduardo destacou-se já em 2000, com o primeiro lugar no VIII Concurso Nacional de Piano Magda Tagliaferro, evento em que foi condecorado como Melhor Intérprete de Bach. Em 2005, ainda com 15 anos de idade, venceu o Concurso Jovens Solistas da OSPA. Em 2006, participou do Concurso Claudio Arrau, no Chile, onde recebeu o prêmio de melhor intérprete de obra latino-americana.

Em 2007, destacou-se no Femusc (Festival de Música de Santa Catarina), juntamente com seu colega Luís Fernando Rayo, formando o duo vencedor do Concurso Saint-Säens, naquele mesmo festival. Em 2008, venceu o disputado concurso de piano Bauru-Atlanta Competition, e, em março de 2009, realizou um recital na Georgia State University, em Atlanta.  Durante o período em que esteve se aperfeiçoando nos Estados Unidos, atuou com frequência como recitalista nas salas de concerto do estado do Texas. Dentre esses compromissos, destaca-se o recital solo a convite da Houston Symphony League, em 2011, e sua participação especial na abertura do Festival de Música Internacional da Fundação Fullbright, em 2012, na Universidade de St. Thomas.

Serviço:
Dia: 30 de abril de 2017 (domingo)
Hora: 17h
Local: Salão Mourisco da Biblioteca Pública do Estado/BPE (Riachuelo, 1190).
Entrada franca

The post Biblioteca Pública recebe Maria Grigorova e Eduardo Knob para recital de violino e piano appeared first on O Sul.

Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.