Bolsonaro anuncia o fim das reuniões ministeriais

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, nesta quarta-feira (13), o fim das reuniões ministeriais do seu governo. A decisão foi tomada após o uso da gravação do encontro ocorrido no dia 22 de abril em um inquérito para investigar a suposta tentativa de interferência do chefe do Executivo na PF (Polícia Federal).

Na última reunião com os seus ministros, realizada na terça-feira (12), Bolsonaro não permitiu nenhuma gravação e adiantou que não faria mais esses encontros mensais.

Segundo ele, as reuniões, a partir de agora, serão individuais. Uma vez por mês, após a cerimônia de hasteamento da Bandeira Nacional em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro tomará um café da manhã com sua equipe, o que chamou de “uma confraternização mensal de ministros”.

O presidente também afirmou que, por ele, o vídeo da reunião do dia 22 pode ser divulgado, mas apenas o trecho que é alvo do processo.

Comentários