Bolsonaro é monitorado após secretário contrair o coronavírus


Secretário de Comunicação participou da comitiva que acompanhou Bolsonaro (foto) na viagem de quatro dias aos Estados Unidos
Foto: Carolina Antunes/PR

O presidente Jair Bolsonaro e integrantes da comitiva que o acompanhou a Miami, nos Estados Unidos, estão sendo monitorados após o secretário especial de Comunicação, Fábio Wajngarten, testar positivo para coronavírus. O exame foi feito em São Paulo nesta quinta-feira (12) e foi confirmada a doença.

Entre o final da tarde e o início da noite de quarta-feira (11), o grupo passou a receber ligações do gabinete da Presidência pedindo que diante de qualquer sintoma fizesse o comunicado imediatamente e procurasse um hospital militar em Brasília para fazer os exames, segundo integrantes da comitiva que falaram em caráter reservado. Bolsonaro completa 65 anos no próximo dia 21.

Wajngarten participou da comitiva que acompanhou o presidente Bolsonaro na viagem de quatro dias aos Estados Unidos. O chefe da Secom viajou no avião presidencial junto com Bolsonaro, a primeira dama, Michelle, e o filho Eduardo, além de quatro ministros.

Nesta quinta-feira, o presidente cancelou viagem ao Rio Grande do Norte. O ministro do desenvolvimento regional, Rogério Marinho, afirmou que o evento oficial foi cancelado por “razões de segurança sanitária”.

 

Comentários