Bolsonaro entrega reforma da previdência dos militares ao Congresso

O presidente Jair Bolsonaro entrega a proposta de reforma da Previdência dos militares ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. (Foto: J. Batista. Divulgação: Câmara dos Deputados)

Na tarde desta terça-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro esteve na Câmara dos Deputados, para entregar o projeto de lei da reforma previdenciária dos militares. O PL ainda prevê reestruturação das carreiras das Forças Armadas. Acompanharam o presidente, na ocasião, os ministros da Economia, Paulo Guedes, da Defesa, Fernando Azevedo e Silva e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Eles se reuniram com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia para tratarem do tema.

Após a reunião, o ministro Paulo Guedes afirmou que o projeto corrige questões assimétricas entre as carreiras civil e militar. Ele ainda destacou os benefícios da reforma. “São dezenas de bilhões, chega a quase R$ 100 bilhões a contribuição para os próximos 10 anos. O regime previdenciário dos militares será superavitário”, disse o ministro da Economia.

A contenção de gastos, conforme os Ministérios da Economia e da Defesa, será de R$ 10,45 bilhões nos próximos 10 anos. O valor será resultante da economia de R$ 97,3 bilhões com a reforma, menos o custo de R$ 86,85 bilhões da reestruturação. Em 20 anos, a economia iria de de R$ 10,45 bilhões para R$ 33,65 bilhões.

Confira a síntese da proposta aqui.

Comentários