Bolsonaro escolhe dramaturgo Roberto Alvim como secretário de Cultura


Alvim é diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte, a Fundação Nacional de Artes. (Foto: Reprodução/Facebook

O dramaturgo Roberto Alvim foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (7) como novo secretário especial de Cultura do governo federal. A nomeação foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União”. Alvim será o terceiro secretário de Cultura desde o início do governo.

Também nesta quinta, a Secretaria de Cultura, que herdou a estrutura do antigo Ministério da Cultura, extinto por Bolsonaro, foi transferida para o Ministério do Turismo. No atual governo, a secretaria pertencia ao Ministério da Cidadania.

Alvim é diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte, a Fundação Nacional de Artes. Em setembro, utilizou uma rede social para atacar a atriz Fernanda Montenegro. Ele criticou um ensaio fotográfico no qual Fernanda Montenegro aparecia vestida de bruxa e amarrada em cima de uma pilha de livros.

A transferência da secretaria e a escolha do novo titular foram feitas um dia depois de o governo exonerar o então secretário de Cultura, Ricardo Braga, que ficou dois meses no cargo.

Braga havia substituído Henrique Pires, que deixou o posto em agosto, depois que o Ministério da Cidadania suspendeu um edital com séries sobre temas LGBT – o que ele chamou de censura.

“Eu tenho o maior respeito pelo presidente da República, tenho o maior respeito pelo ministro, mas eu não vou chancelar a censura”, afirmou Henrique Pires quando decidiu deixar o cargo.

Comentários