Bolsonaro faz “apelo” para governadores reverem política de isolamento e diz que está “pronto para conversar”

O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta quinta-feira (14), que está disposto a conversar com governadores sobre medidas para conter a pandemia de coronavírus. Ele fez um “apelo” para que os Estados revejam as estratégias de isolamento social.

Bolsonaro falou com jornalistas na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada, em Brasília. Ele voltou a defender a retomada das atividades econômicas que estão paralisadas por conta da pandemia.

“Um apelo que faço aos governadores. Revejam essa política. Estou pronto para conversar. Vamos preservar a vida? Vamos. Mas, dessa forma, o preço lá na frente serão centenas de mais vidas que vamos perder por causa dessas medidas absurdas de fechar tudo”, declarou o presidente.

“Temos que ter coragem de enfrentar o vírus. Está morrendo gente? Está! Lamento! Mas vai morrer muito, muito, muito mais se a economia continuar sendo destroçada por essas medidas”, declarou Bolsonaro.

Ele criticou também o chamado lockdown (versão mais rígida do isolamento social), que foi adotado por algumas cidades brasileiras. “Essa história de lockdown, vão fechar tudo, não é esse o caminho. Esse é o caminho do fracasso, vai quebrar o Brasil. Governador, prefeito, que porventura entrou nessa onda lá atrás, faça como eu já fiz alguma vez na minha vida: se desculpa e faz a coisa certa”, afirmou o presidente.

Comentários