Bolsonaro garante que a reforma administrativa não vai retirar a estabilidade dos atuais servidores federais


“Está muito tranquila a reforma. Não será mexido nos direitos atuais dos servidores”, disse o presidente
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta quinta-feira (13), que a reforma administrativa não vai retirar a estabilidade dos atuais servidores federais. Na saída do Palácio da Alvorada, ele afirmou que a proposta deve ser encaminhada ao Congresso na próxima semana.

“Está muito tranquila a reforma. Não será mexido nos direitos atuais dos servidores, inclusive a questão da estabilidade. Quem é servidor continua com a estabilidade sem problema nenhum”, disse Bolsonaro. “As mudanças propostas ao Congresso valeriam para os futuros servidores”, explicou.

O presidente declarou também que algumas categorias, como Polícia Federal, Forças Armadas e Receita Federal, teriam “diferenciação”, como a manutenção da estabilidade.

A reforma administrativa deverá alterar, por exemplo, o regime de contratação e planos de carreira do serviço público. Nesta semana, o governo passou a avaliar a desistência do envio de uma proposta própria ao Congresso.

Comentários