Brasil cria 249 mil vagas de emprego com carteira assinada em agosto, o melhor resultado para o mês em dez anos

O Rio Grande do Sul abriu 7,2 mil empregos formais em agosto. (Foto: Ricardo Giusti/PMPA)

A economia brasileira gerou 249.388 empregos com carteira assinada em agosto, informou nesta quarta-feira (30) o Ministério da Economia. Segundo a pasta, o resultado foi “puxado pelo aumento das contratações que seguem em tendência de crescimento desde maio”.

No mês passado, foram contratados 1.239.478 trabalhadores formais e demitidos 990.090. Esse foi o segundo mês consecutivo de geração de empregos formais e, também, o melhor resultado para agosto desde 2010.

Todos os Estados e o Distrito Federal registraram saldo positivo em agosto. O Rio Grande do Sul abriu 7,2 mil empregos formais. No acumulado do ano, o saldo é negativo em 88.582 postos de trabalho no Estado.

No acumulado dos oito primeiros meses deste ano, porém, as demissões superaram as contratações, e o País registra o fechamento de 849.387 vagas de emprego com carteira assinada.

As demissões refletem o impacto da pandemia do novo coronavírus no mercado de trabalho brasileiro, que empurrou a economia mundial para uma forte recessão. Nos últimos meses, porém, indicadores domésticos do nível de atividade indicam uma retomada da economia.

Comentários