Brigadiana que atua na Operação Golfinho foi presa após chegar bêbada para trabalhar em Capão da Canoa

Lotada em Uruguaiana, brigadiana foi convocada para a Operação Golfinho (Foto: Jackson Ciceri/O Sul)

Uma brigadiana que atua na Operação Golfinho foi presa após se apresentar para trabalhar com a farda molhada e com visíveis sinais de embriaguez neste domingo (01), em Capão da Canoa, no Litoral Norte do Estado.

Lotada em Uruguaiana, ela foi submetida ao teste do bafômetro, que comprovou a ingestão de álcool. De acordo com a Brigada Militar, a policial se apresentou “falante, com hálito alcoólico e inquieta”.

Ela teve a arma e a munição apreendidas e foi encaminhada para o BOE (Batalhão de Operações Especiais). O comando da corporação apura o caso.

Comentários

Comentários

821 Comentários