Campanha de vacinação contra o sarampo; infectologista fala sobre importância da imunização

O Ministério da Saúde iniciou, nesta segunda-feira (08), a campanha de vacinação contra o sarampo. O vírus, que pode causar diversas complicações em crianças, já foi registrado em 18 estados. Em todo o Brasil, foram seis pessoas mortas por conta da doença. A Organização Mundial da Saúde publicou recentemente um relatório informando que até julho deste ano foram quase 400 mil casos de sarampo em 181 países.

Conforme a Secretaria Estadual de Saúde, o Rio Grande do Sul já registrou 13 casos da doença. No Brasil, somente neste ano são mais de 5 mil casos e 95 % estão concentrados em São Paulo. A médica infectologista Marília Severo, ressalta a importância da vacinação. “Uma pessoa não vacinada vai adquirir a doença em contato com o vírus. O difícil é que as vezes a pessoa não se sente doente ainda, porque antes do aparecimento de pintinhas do sarampo, já ocorre a transmissão do vírus, com sintomas como coriza e tosse”. E alerta que “um simples contato social em um ambiente fechado, como aviões, salas de aulas, ou dentro de uma creche, por exemplo, já propicia a transmissão do vírus”, explica.

A prioridade neste primeiro momento é vacinar crianças com idade a partir de seis meses até cinco anos, até 25 de outubro. Após esse período, as pessoas de todas as idades devem ir até os postos de saúde para receber a imunização. As vacinas são disponibilizadas pelo SUS. Uma vez vacinado, a garantia de proteção é por toda a vida.

Comentários