Candidaturas-laranja: ministro do Turismo Marcelo Álvaro é denunciado pelo MP Eleitoral


Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, do PSL, foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais nesta sexta-feira (4), por três crimes envolvendo candidaturas-laranja do partido no ano passado. Além do ministro, outras 10 pessoas foram indiciadas por envolvimento no esquema. Os crimes são de falsidade ideológica, apropriação indébita eleitoral e associação criminosa.

Na quinta-feira (3), a Polícia Federal já havia indiciado o ministro pelo crime eleitoral de omissão na prestação de contas e de associação criminosa. De acordo com a investigação, o PSL inscreveu candidatas sem a intenção de que elas fossem eleitas, com o objetivo de arrecadar os 30% do fundo eleitoral que devem ser destinados às candidaturas femininas.

Em nota, o ministro do Turismo afirmou que ainda não tinha sido notificado sobre o indiciamento, mas que confia na Justiça e que sua inocência será comprovada. Ele nega ter cometido qualquer irregularidade na campanha eleitoral de 2018.

Comentários