Chuva causa transtornos em Porto Alegre

Acúmulo de água na av. Assis Brasil x av. General Emílio Lúcio Esteves, no sentido centro/bairro. (Foto: Reprodução/YouTube)

A forte chuva que caiu na tarde desta terça-feira (26) em Porto Alegre causou diversos transtornos na cidade, em especial no trânsito. Foram registrados vários casos de semáforos fora de operação, e acúmulo de água. Além disso, há diversas reclamações de falta de energia elétrica, relatou a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação).

Houve registro de árvores caídas na pista da rua Botafogo, esquina com Getúlio Vargas, com via parcialmente bloqueada. Um acidente na rua José de Alencar, próximo ao número 578, também necessitou de deslocamento da CEEE. Igualmente a companhia precisou atender um poste com risco de queda na Assis Brasil, próximo ao número 5080, no sentido centro/bairro, com bloqueio parcial.

Em pontos como na rua Mariz e Barros, no bairro Petrópolis, e na rua Silva Só com rua Felipe de Oliveira, houve acúmulo de água, exigindo atenção nas vias, e nas avenidas Assis Brasil e General Emílio Lúcio Esteves, no sentido centro/bairro.

A EPTC precisou realizar sinalização manual na avenida Assis Brasil esquina com avenida Sertório, próximo ao número 5080, no sentido centro/bairro. O semáforo da região ficou fora de operação devido à queda de um poste.

Também ficaram fora de operação os semáforos da rua Ramiro Barcelos com avenida Farrapos e da Ramiro Barcelos com avenida Cristóvão Colombo. O mesmo ocorreu na avenida Ipiranga com a rua Euclides da Cunha com a Cristiano Fischer; nas avenidas Wenceslau Escobar com Diário de Notícias e avenida Guaíba; e avenida Túlio de Rose com rua Antônio Carlos Berta, devido à falta de energia na região.

Fios energizados ficaram sobre a via na avenida Protásio Alves, próximo ao número 513, no sentido centro/bairro.

Defesa Civil

Um pouco mais cedo a Defesa Civil Municipal informou que Porto Alegre poderia ser atingida por altos volumes de chuva, ventos fortes e queda de granizo. O mau tempo ainda pode ocorrer até a meia-noite de quarta-feira (27), podendo causar transtornos na cidade. O alerta é da Defesa Civil Municipal que, inicialmente, havia previsto a instabilidade para o domingo, mas, baseada nas mudanças meteorológicas, prorrogou o risco de temporal para até as 23h59min de quarta.

Segundo o boletim, com base no aviso meteorológico do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), a precipitação pluviométrica deve ficar entre 30 a 100mm e as rajadas de vento entre 60 a 100km/h. Há risco de corte de energia elétrica, queda de árvores e alagamentos, causando transtornos na mobilidade e na rotina da população.

As orientações são para que as pessoas evitem transitar pelas ruas durante o temporal e observem alteração em encostas, entre outros cuidados. A Defesa Civil e a Copae (Comissão Permanente de Atuação em Emergências), estarão disponíveis para atendimento à população e restabelecimento da normalidade em áreas que venham a ser atingidas. Em caso de emergência, a Defesa Civil orienta que os porto-alegrenses acionem o telefone 199, ou Corpo de Bombeiros pelo 193.

Comentários