Cinemas reabrem em alguns shoppings de Porto Alegre

Cinemas retomam as suas atividades na Capital de forma gradual. (Foto: Divulgação)

Cinemas, teatros, auditórios, casas de espetáculos, casas de shows, circos, eventos sociais, corporativos e feiras de negócios estão autorizados a retomar as suas atividades na Capital gaúcha.

Os cinemas devem ter um retorno gradual nos próximos dias. Nesta sexta (23), o GNC Cinemas, que opera nos shoppings Praia de Belas, Iguatemi e Moinhos de Vento, retoma as suas atividades obedecendo à determinação de ocupação de 30% das salas e o distanciamento mínimo de 2 metros entre cada cliente.

Eventos com mais de 250 pessoas em espaços privados dependem de análise técnica da prefeitura e poderão ser liberados a partir de 16 de novembro. As novas regras foram incluídas no Decreto 20.763, publicado em edição extra do Dopa (Diário Oficial de Porto Alegre) da última segunda-feira (19). O dispositivo altera ainda as normas para o funcionamento de multifeiras, food parks, CTGs (Centros de Tradições Gaúchas) e competições esportivas e amplia a capacidade de público de missas e cultos.

Confira as alterações:

Cinemas, teatros, auditórios, casas de espetáculos, casas de shows, circos e similares podem funcionar com equipes reduzidas e restrição ao número de espectadores simultâneos. A lotação não pode exceder 30% da capacidade máxima de ocupação prevista no alvará de proteção e prevenção contra incêndio, sendo limitada a 250 pessoas simultâneas e exclusivamente sentadas. Além disso, as sessões devem ter duração máxima de quatro horas, entre outras medidas.

Os eventos em teatros, auditórios, casas de espetáculos e casas de shows com capacidade superior a 250 pessoas ficam autorizados mediante protocolos específicos, previamente aprovados pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, mas só poderão ocorre a partir de 16 de novembro.

Eventos corporativos

Ficam permitidos os eventos de negócios em áreas privadas, como seminários, congressos, convenções, simpósios, conferências, palestras e similares, reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos corporativos, feiras e exposições corporativas e comerciais. Para tanto, devem receber no máximo 250 participantes simultâneos e exclusivamente sentados. A lotação não pode exceder a 50% da capacidade máxima de ocupação prevista no alvará de proteção e prevenção contra incêndio do local, entre outras medidas. O mesmo se aplica a ações promocionais em espaços públicos.

As regras também valem para multifeiras e food parks, em espaço públicos e privados. Para esses casos, o promotor será responsável pela ordem e disciplina no local, pelo cercamento da área, controle da aglomeração e cumprimento das demais normas.

Eventos sociais e CTGs

Para eventos sociais, aniversários, casamentos, comemoração de bodas, formaturas, coquetéis, inaugurações e reuniões, assim como para os CTGs, a lotação máxima é de cem pessoas simultâneas, não excedendo a 50% da capacidade máxima de ocupação prevista no alvará de proteção e prevenção contra incêndio, entre outras medidas. O público deve estar exclusivamente sentado e, no caso dos CTGs, o tempo de permanência é de no máximo quatro horas.

Competições esportivas

Estão autorizadas as competições esportivas de atletas profissionais, em espaços públicos e privados. Devem ser garantidos o monitoramento da temperatura corporal e de sintomas gripais dos atletas, trabalhadores e prestadores de serviço envolvidos. Também devem ser observadas a limitação do uso de áreas comuns e a vedação de compartilhamento de equipamentos. As regras valem também para os treinos.

Missas, cultos e similares

Fica ampliada a capacidade de público de 250 para 350 pessoas simultaneamente.

Comentários