Com 15 novos leitos em Canoas, RS chega a 118,5% de ampliação da rede de UTI SUS

O governador Eduardo Leite e o prefeito Jairo Jorge estiveram presentes na inauguração. (Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini)

Foram entregues nesta quinta-feira (11) 15 novos leitos de UTI SUS (unidades de terapia intensiva/Sistema Único de Saúde) no HMC (Hospital Municipal de Canoas), antigo Hospital Universitário.

Com isso, o Rio Grande do Sul chega a 118,5% de expansão, totalizando 2.039 leitos UTI SUS. Destes, 1.928 estão habilitados e 96 seguem aguardando habilitação do MS (Ministério da Saúde), assim com os novos de Canoas. Até lá, o Estado deve custear as diárias em parceria com a prefeitura. O governador Eduardo Leite e a secretária da Saúde, Arita Bergmann, assim como o prefeito de Canoas, Jairo Jorge, participaram da entrega.

“Antes da pandemia, tínhamos 933 leitos de UTI. Atualmente, temos cerca de 1,4 mil pessoas internadas no Estado. Ou seja, se não houvesse essa ampliação, estaríamos com 500 pessoas sem atendimento. Esse importante trabalho é fruto do esforço de muitas mãos, do governo, sim, articulando todo o processo e fazendo o pagamento das diárias até que o Ministério da Saúde faça a habilitação – o que só foi possível graças ao nosso trabalho de reformas e reestruturação da máquina –, mas também de quem está na ponta, tanto no gerenciamento dos hospitais quanto das equipes médicas, que são tanto ou mais fundamentais que camas, respiradores e equipamentos”, destacou o governador.

“Profissionais estes que estão sobrecarregados, como os 56 que trabalham na UTI aqui do hospital de Canoas, e é também por isso que nós seguimos reforçando a importância do distanciamento como forma de contenção da disseminação do vírus, para que as equipes da linha de frente possam dar conta e que a gente preserve ao máximo a vida até que a imunização seja capaz de nos dar a segurança necessária para retomarmos a economia, as atividades cotidianas e todos os encontros e abraços que quisermos”, acrescentou Leite.

A secretária da Saúde lembrou que o Hospital Municipal de Canoas estreou a ampliação de leitos ainda em março de 2020, quando abriu suas primeiras dez unidades exclusivas para pacientes Covid. Com os novos, poderá atender 48 pessoas em estado grave, confirmadas ou suspeitas de terem contraído o coronavírus.

“Conseguimos evoluir e dar respostas à população porque construímos boas parcerias e graças ao diálogo. E este hospital, de modo muito especial, recebeu lá em março os primeiros dez leitos de um total de 30 que o Ministério da Saúde colocou à disposição enquanto nós corríamos atrás de equipamentos. Além disso, junto com a parceria da prefeitura, fez o acolhimento de nove pacientes de Manaus, que estão evoluindo muito bem, graças aos cuidados dos profissionais deste hospital. O gesto de Canoas demonstra que acolher é o caminho para resolvermos os problemas daqueles que mais precisam da atenção do poder público”, destacou Arita.

“Com esse acréscimo, o número de leitos de terapia passará de 59 para 74 em Canoas. Foram contratados 56 profissionais de saúde, entre eles, médicos e equipes de enfermagem”, informou Jairo Jorge. Já foram abertos pela prefeitura, desde janeiro, seis no Hospital de Pronto Socorro e 10 no Hospital Nossa Senhora das Graças.

Comentários