Comissão de Transparência do Senado aprova a convocação de secretário de Comunicação Social da Presidência


Comissão quer explicações sobre contratos da empresa de que ele é sócio com emissoras contratadas pela secretaria
Foto: Anderson Riedel/PR

A Comissão de Transparência do Senado decidiu nesta terça-feira (03) convocar o secretário de Comunicação Social da Presidência da República, Fábio Wajngarten, para explicar os contratos da empresa da qual é sócio com emissoras de TV e com agências de publicidade contratadas pela própria secretaria, por ministérios e por estatais do governo.

No início do ano, o jornal Folha de S.Paulo publicou reportagens que apontam possível conflito de interesses envolvendo o secretário de Comunicação. Wajngarten é acionista de uma empresa de pesquisa e auditoria de mídia que presta serviços a algumas emissoras de TV e agências de publicidade.

Essas empresas que contratam a firma da qual Wajngarten é acionista, segundo as reportagens, também têm contratos com a Secretaria de Comunicação. Wajngarten foi nomeado para o cargo em abril do ano passado.

A Folha de S.Paulo diz também que Wajngarten omitiu informações sobre a empresa à Comissão de Ética Pública da Presidência da República. A Polícia Federal abriu um inquérito para investigar o caso. Em fevereiro, a Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu não abrir investigação sobre o secretário.

Por se tratar de uma convocação, Wajngarten é obrigado a comparecer à comissão do Senado para prestar esclarecimentos. Se faltar e não apresentar justificativa que a comissão considere adequada, poderá responder por crime de responsabilidade. A Constituição estabelece que é crime de responsabilidade a ausência “sem a justificação adequada”.

Comentários