Comissão que investiga fake news decide se convocará Lula e Dilma


A decisão sobre a convocação dos petistas será tomada em fevereiro
Foto: Lula Marques/PT

A CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) das Fake News começará 2020 decidindo se convocará para prestar depoimentos os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, além do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro.

A votação dos requerimentos sobre a ida deles ao Congresso está na pauta da primeira sessão da comissão, em fevereiro. Hoje, senadores não arriscam placar sobre as convocações. A avaliação é de que a comissão está dividida.

E mais: não se sabe se o deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP) será mantido na liderança do PSL em 2020. A troca dele pode defenestrar os quatro bolsonaristas que representam a sigla na comissão e alterar a balança no colegiado, segundo informações da Coluna Painel.

A comissão foi instalada para investigar a propagação de notícias falsas nas redes sociais, a criação de perfis falsos para influenciar as eleições do ano passado e os ataques cibernéticos contra a democracia e o debate público.

Comentários