Competitividade e papel do Executivo e Legislativo são temas de encontro no RS

Estado avançou muito em privatizações, PPPs e concessões, além das reformas, afirmou Leite. (Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini)

Com participação do governador Eduardo Leite, a Assembleia Legislativa e o Grupo de Líderes Empresariais LideRS promoveram na manhã desta terça-feira (19), na sede do parlamento, na capital, o Ranking RS – Seminário de Competitividade.

O Rio Grande do Sul ocupa o oitavo lugar na edição 2020 do Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), uma posição atrás em relação ao levantamento anterior. O RS se destaca em inovação (2º lugar), eficiência da máquina pública (2º) e sustentabilidade social (4º), mas continua com desafios em infraestrutura (19º) e solidez fiscal (27º).

Leite foi um dos participantes, ao lado do presidente da Assembleia, deputado Ernani Polo, e do deputado Gabriel Souza, do painel “O papel do Poder Executivo e Legislativo na melhoria da Competitividade do Estado”, que teve mediação do empresário e presidente do Lide-RS, Eduardo Fernandez.

“Rankings nos ajudam a nos situar em relação aos nossos competidores e, quando abrimos seus dados, podemos ver onde o Estado precisa priorizar, já que não dá para fazer tudo ao mesmo tempo. E a nossa prioridade é o ajuste fiscal. Avançamos muito em privatizações, PPPs e concessões, aprovamos um novo código ambiental e fomos premiados pelas reformas que fizemos.

Nenhum Estado fez reformas tão profundas, e esta Casa foi corajosa quando votou esses projetos”, destacou o governador.

Conjunto de medidas que representou a mais profunda mudança na previdência e nas carreiras dos servidores gaúchos de todos os poderes, a Reforma RS foi uma das vencedoras do Prêmio Excelência em Competitividade 2020.

Leite ainda falou sobre os desafios do Estado, que envolvem, além do equilíbrio fiscal, a retomada da economia, cujos problemas foram agravados pela pandemia.

“A capacidade fiscal é determinante para que o Estado possa prestar os serviços públicos e cumprir sua missão de promover qualidade de vida à população, o que inclui investimentos em infraestrutura, educação, saúde e segurança, além de ser fundamental para o ganho de competitividade”, acrescentou o governador.

O deputado Ernani Polo definiu a competitividade como tema principal de sua gestão à frente da Assembleia, período que se encerra em 3 de fevereiro.

“Esse tema é fundamental, principalmente para a retomada pós-crise. A competitividade é fator determinante para a atração de investimentos, a geração de novos negócios e, consequentemente, de oportunidades de trabalho. E com isso movimenta a economia, promove o crescimento e o desenvolvimento do nosso Estado”, afirmou presidente da Assembleia.

Comentários