Concessionária que administra trens no Rio propõe acordo extrajudicial para vítimas do acidente

Por Gabriella Rocha*

Os passageiros envolvidos receberão apoio hospitalar, bilhetes gratuitos e indenização.
(Foto: Agência Brasil)

A Defensoria Pública do Rio de Janeiro fechou um acordo com a Supervia, concessionária que administra o serviço de trens, a fim de amenizar os danos causados pelo acidente às vítimas. Na manhã da última quarta-feira (27) dois trens colidiram, na Estação São Cristóvão, na zona norte da capital, deixando dez pessoas feridas e uma vítima fatal.
De acordo com o estabelecido entre os órgãos, a Supervia terá que fornecer 30 mil bilhetes gratuitos para os passageiros envolvidos, além do custeio integral de tratamento médico, fisioterapia e tratamento psicológico, a somar a indenização remunerada por danos morais, que foi mantida em sigilo. Os custeios da internação hospitalar, em consequência da colisão, serão ressarcidos.
Para a Defensoria, acordos extrajudiciais, como este, são a forma mais rápida de reparação de danos, pois evita a longa espera dos processos formais. Ainda assim, é de escolha das vítimas a adesão ao acordo, aqueles que desejarem, poderão abrir mão das medidas oferecidas e ir à esfera judicial buscar seus direitos.

*Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Comentários