Confronto no Vale do Taquari deixa três suspeitos e uma policial mortos

No final da tarde desta segunda-feira (25), dois confrontos entre policiais militares do 23º BPM e criminosos no interior de Sério, no Vale do Taquari, deixaram três suspeitos e uma policial mortos.

O fato ocorreu após a BM (Brigada Militar) receber informações referente a duas caminhonetes Hilux roubadas de moradores da região e que estariam circulando naquela área rural. Segundo a BM, após o cerco de viaturas, uma guarnição do Pelotão de Operações Especiais tentou realizar uma abordagem aos homens que se deslocavam com uma das caminhonetes, efetuando uma barreira policial na via.

A abordagem não foi aceita pelos criminosos, resultando no primeiro confronto, que resultou em dois deles mortos na ação. Na tentativa de fuga, colidiram a caminhonete roubada em uma viatura da Brigada Militar. Com a colisão, uma policial militar feminina foi atingida.

O outro confronto armado teria ocorrido com outros criminosos, os quais tripulavam um veículo Celta, de cor preta. Deste segundo confronto, resultou um terceiro criminoso morto e outro alvejado.

A policial militar Marciele Renata dos Santos Alves foi socorrida mas não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo no hospital local. A soldado Marciele tinha 28 anos, era natural de Cachoeira do Sul, não tinha filhos e ingressou nas fileiras da Brigada Militar no ano de 2012. Atualmente servia no 23°BPM de Santa Cruz do Sul.

A Brigada Militar, a Secretaria da Segurança e o governador Eduardo Leite emitiram declarações e notas de pesar pelo ocorrido.

“Meus sentimentos e minha solidariedade aos familiares e à @brigadamilitar_ pela morte da PM Marciele Renata dos Santos Alves, 28 anos, hj, no município de Sério, em confronto c/ criminosos. Levou ao limite o seu juramento colocando a própria vida em risco p/ proteger a sociedade”, postou o governador.

Nota de pesar do governo estadual

Confira a nota de pesar emitida pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul:

“O Governo do Estado, por meio do governador Eduardo Leite e do vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, lamenta a morte em serviço da policial militar Marciele Renata dos Santos Alves, 28 anos, ocorrida na tarde desta segunda-feira (25/11).

A soldado da Brigada Militar foi atropelada por uma caminhonete roubada, dirigida por bandidos em fuga no município de Sério. O incidente ocorreu durante confronto com guarnições da BM que patrulhavam a região em buscas da quadrilha de criminosos que havia roubado veículos no final de semana, em Venâncio Aires. Na ação, três criminosos foram mortos.

Marciele completou sete anos de serviços prestados à instituição em 2019 e atuava no Pelotão de Operações Especiais (POE) do 23º Batalhão de Polícia Militar (23° BPM), de Santa Cruz do Sul.

O Governo do Estado solidariza-se com os familiares e amigos e com a corporação, que bravamente atua em defesa da sociedade gaúcha, e presta sua homenagem à soldado Marciele pela coragem e dedicação ao longo da sua trajetória na BM. O Estado prestará assistência à família.

As forças de segurança não medirão esforços para capturar e prender demais responsáveis pelo roubo e pela morte da PM.”

Comentários