Corte Arbitral do Esporte confirma que a Rússia não poderá participar da Olimpíada de Tóquio

A Rússia está proibida de usar seu nome, sua bandeira e seu hino nas competições esportivas dos próximos dois anos, incluindo a Olimpíada de Tóquio, marcada para o ano que vem, os Jogos de Inverno, que serão em Pequim em 2022, e a Copa do Mundo de futebol, no Catar, também em 2022. A decisão foi confirmada nesta quinta-feira (17) pela CAS (Corte Arbitral do Esporte), na Suíça.

Atletas e times russos poderão competir nos Jogos Olímpicos e em outros eventos, mas não com seus uniformes e bandeiras. Eles, se confirmado que não estão envolvidos em escândalos de doping, poderão competir, mas não representando a Rússia, e sim sob um bandeira do COI (Comitê Olímpico Internacional), no caso das Olimpíadas.

Segundo o tribunal, as autoridades russas adulteraram um banco de dados do laboratório de testes de Moscou antes de entregá-lo aos investigadores da WADA no ano passado, que continha evidências prováveis ​​para processar violações de doping de longa data. Isso foi a gota d´água, depois de todo o escândalo que já tinha ocorrido em 2015. Na ocasião, veio a público o escândalo de doping institucionalizado no país, inclusive com suporte do governo local.

Apesar de todos os acontecimentos, os russos obtiveram duas vitórias no resultado do julgamento: a punição sugerida pela Agência Mundial Antidoping era de quatro anos, e a Corte decidiu que o banimento é por apenas dois anos. Outro fator positivo é com relação ao nome da equipe proposta em grandes eventos. O nome “Rússia” até pode ser mantido nos uniformes se as palavras “Atleta Neutro” ou “Equipe Neutra” tiverem igual destaque.

O COI chegou a excluir a Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, mas deixou nas mãos das federações nacionais a decisão de executar a suspensão. No Rio, por exemplo, os competidores do atletismo da Rússia não puderam usar a bandeira do país, o mesmo acontecendo com o remo e levantamento de peso. Nos Jogos de Inverno de 2018, o país não participou de nenhuma modalidade, com os atletas, sem a bandeira, conquistando 17 medalhas.

Comentários