Denúncia da Lava Jato dá segurança a Lula, afirma ministro do Supremo Gilmar Mendes

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, afirmou nesta sexta-feira (16) que a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal dá segurança ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele afirmou que a peça do MPF permite agora uma defesa técnica do petista. Mendes não quis comentar as críticas feitas ao procurador Deltan Dallagnol na apresentação das acusações.

“O que é positivo nesse caso específico, que dá segurança ao ex-presidente Lula e seus advogados? É que agora ele tem uma denúncia. No mais é mimimi, trololó. Havendo uma denúncia, se defende da denúncia que foi proferida. Esse é o dado positivo”, afirmou Mendes, também ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

Mendes não quis estimar uma data para o julgamento das contas da chapa Dilma Rousseff e Michel Temer no TSE. Debate-se uma possível separação de responsabilidades, de modo a preservar o mandato do atual presidente.

Caso o TSE defina pela cassação de Temer pelas supostas irregularidades, só haverá eleições diretas caso a condenação ocorra ainda este ano. Se for em 2017, o próximo presidente é escolhido em eleição indireta no Congresso.

“Primeiro é preciso julgar para depois condenar. Não sabemos se haverá condenação. A figura central desse processo saiu com o impeachment. Isso dá uma nova configuração para esse processo, que terá de ser verificado”, disse ele.

Comentários