Denunciado, em Caxias do Sul, jovem que matou ex-namorada porque ela não o amava mais

O crime, triplamente qualificado, ocorreu no dia 30 de janeiro, na casa onde ela morava, no bairro Forqueta. (Foto: Banco de Dados/ O Sul)

A Promotoria de Justiça Criminal de Caxias do Sul denunciou Tiago Tavares de Oliveira, de 22 anos, por ter matado a ex-namorada, Gracielli Degasperi Grandi, de 17. O crime, triplamente qualificado, ocorreu no dia 30 de janeiro, por volta das 9h, na casa onde ela morava, no bairro Forqueta, em Caxias do Sul.

Tiago foi até a residência da jovem e, com o consentimento do pai da vítima, foi direto ao quarto em que ela estava dormindo. O rapaz a acordou e perguntou se ela estava com outra pessoa. A jovem confirmou, e disse que não gostava mais dele. Tiago, então, deu um tapa no rosto da vítima e, em seguida, atirou contra ela. O autor do feminicídio fugiu em seguida, levando a arma do crime.

Motivo torpe

Conforme a denúncia, assinada pela promotora de Justiça Silvia Regina Becker Pinto, o delito foi cometido por motivo torpe, ou seja, por um sentimento de posse, ciúmes e objetificação, pois o denunciado concedeu à vítima tratamento de “coisa”, como se fosse propriedade dele.

Ainda, o crime foi praticado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, atacada na cama, sem que pudesse cogitar o ataque homicida. Também, foi cometido contra mulher, em situação de violência doméstica e familiar, já que a vítima era ex-companheira do denunciado.

Comentários

11 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.