Devon elege seus campeões de argola na Expointer

Foto: Giovani Vieira Fotografia

A Associação Brasileira de Criadores de Devon (ABCD) elegeu os seus campeões de argola da Expointer nessa quarta-feira (31). O Grande Campeonato das fêmeas foi vencido por Benedictus Princesa, da Cabanha Santa Maria (São Gabriel), de Benedito Franco. O touro grande Campeão foi Corticeiras tatuagem 1115, da Cabanha Corticeiras (Cristal – RS), de Carmem Maria Jardim. O touro e a vaca reservados de grande Campeão fêmea são de propriedade da Cabanha Santa Alice, de Santa Maria, de Henrique Ribas.

Benedictus Princesa já frequentava as pistas de Esteio. Antes de sagrar-se Grande Campeã, já havia arrematado o prêmio de campeã terneira em 2014 e fez parte do trio campeão de projene no ano passado. Franco destaca a sua linhagem, especialmente a paterna. O avô Benedictus Euro fez sucesso em Santa Catarina, sendo um divisor de águas na criação de Devon no Estado vizinho, afirmou o proprietário.

A Corticeiras Agropecuária é uma tradicional vencedora de campeonatos de fêmea Devon na Expoointer, mas já fazia tempo que não arrematava um de machos. “Não me aguento de tanta felicidade. Depois da minha família, o que mais amo é a minha criação”, disse, emocionada, a proprietária. O Corticeiras tatuagem 1115 foi avaliado pelo júri internacional Norman Catto como um súper touro para qualquer raça, com muita carne, musculatura adequada e muita masculinidade.

Os dois campeonatos de reservado – Macho e Fëmeas – teve gosto de Campeonato para Henrique Ribas. “A Bravata fez um ano em fevereiro e é a fêmea mais jovem que já trouxemos para a Expointer. Ela foi fruto de um acasalamento planejado e filha de Garupá 7090, touro consagrado em campeonatos de Devon no RS e em Santa Catarina”, afirma Ribas

Na avaliação do experiente júri Catto, que somente no ano passado julgou em Palermo as raças angus e shorthorn, os exemplares que entraram em pista apresentaram muita qualidade e atendem a um padrão predominante de buscar um animal médio, nem muito pesados e tampouco leve, que apresentem bom desenvolvimento soltos no campo

Em relação às fêmeas, destacou características importantes como tamanho adequado, feminilidade e funcionalidade. Catto já foi convidado para julgar a raça na próxima Expointer. “O Julgamento de Catto foi muito assertivo. A Devon terá muito a ganhar se o mantiver como júri por um tempo na medida em que poderá dar aos produtores uma orientação do que o mercado deseja para as criações seguirem evoluindo”, observou Luís Fernando Cirne Lima, criador de Devon e júri em julgamentos nacionais e internacionais da raça.

Para a presidente da ABCD, Elizabeth Cirne Lima, o resultado de julgamento, bem como a representatividade do público presente, formado por produtores do RS, SC e PR, sela o sucesso do evento e o aumento da participação do Devon em outros estados.

Comentários

Comentários

842 Comentários