Diversos governadores tomaram posse pela manhã para poderem estar presentes na posse de Bolsonaro em Brasília

Todos os 27 governadores eleitos tomaram posse nesta terça-feira (1º), nos Estados de Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins e no Distrito Federal.

Sul

O governador Eduardo Leite (PSDB) foi empossado para ocupar o Palácio Piratini pelos próximos quatro anos em cerimônia na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Também foi oficializado o vice da chapa, Ranolfo Vieira Júnior (PTB).

Carlos Moisés da Silva (PSL) foi empossado como governador de Santa Catarina. A programação de celebração da posse começou com um culto ecumênico na Catedral Metropolitana da Capital.

O novo governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), em seu primeiro discurso no cargo, feito no plenário da Assembleia Legislativa do Paraná, falou que o foco do governo será a geração de empregos.

Sudeste

Em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) tomou posse na Assembleia Legislativa do Estado . No discurso, prometeu fazer uma gestão que seja exemplo para o Brasil e não poupou o próprio partido de críticas na condução do Estado.

Romeu Zema (Novo) assumiu o comando de Minas Gerais pelos próximos quatro anos. Durante o discurso, prometeu reformas administrativas e fiscais no Estado.

O governador do Rio, Wilson Witzel , assumiu o compromisso de “libertar o Estado da corrupção” e prometeu combater a criminalidade.

O governador eleito do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), e a vice-governadora eleita Jacqueline Moraes (PSB) tomaram posse dos cargos na tarde desta terça. Em discurso, Casagrande criticou a ênfase exclusiva na gestão fiscal do governo Hartung.

Nordeste

O governador reeleito da Bahia Rui Costa (PT) e o vice João Leão (PP) tomaram posse na tarde desta terça, durante solenidade realizada no plenário da Assembleia Legislativa do Estado, em Salvador.

Belivaldo Chagas (PSD) foi empossado no cargo de governador de Sergipe. A solenidade foi realizada na Assembleia Legislativa.

Em Alagoas, tomaram posse nesta terça o governador Renan Filho (MDB) e o vice-governador Luciano Barbosa (MDB), reeleitos com 77,30% dos votos.

Em Pernambuco, o governador reeleito, Paulo Câmara (PSB), tomou posse para o segundo mandato relembrando a campanha eleitoral e pedindo que os palanques sejam desarmados, para abrir, assim, caminho ao diálogo.

O governador eleito na Paraíba, João Azevedo (PSB), tomou posse em cerimônia realizada na tarde desta terça, no Centro de Convenções da capital do estado João Pessoa, junto a vice Lígia Feliciano (PDT). O engenheiro foi eleito com 58,18% dos votos válidos para governar o Estado entre os anos de 2019 e 2022.

A nova governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), tomou posse do cargo na tarde desta terça para seu primeiro mandato no Poder Executivo do Estado.

Durante discurso de posse na Assembleia Legislativa, o governador reeleito do Ceará, Camilo Santana (PT), disse que inicia essa nova jornada com “mais vontade de trabalhar para superar os desafios por um Ceará cada vez mais justo”.

O governador reeleito do Piauí, Wellington Dias (PT), e a vice-governadora eleita Regina Sousa (PT), tomaram posse nesta terça. Em seu discurso na solenidade de posse, o governador destacou a necessidade de medidas para garantir o equilíbrio financeiro do Estado.

Flávio Dino (PCdoB) tomou posse, pela segunda vez, como governador do Maranhão, na Assembleia Legislativa do Maranhão, em São Luís. A sessão solene no plenário Nagib Haickel foi conduzida pelo deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da casa.

Norte

No Tocantins, o governador reeleito Mauro Carlesse (PHS) tomou posse também na Assembleia Legislativa estadual, mas a expectativa era que ele faria um discurso ainda na parte da manhã no Palácio Araguaia, sede do governo. De lá, também embarcaria para Brasília.

Já no Pará, Helder Barbalho (MDB) assumiu em um ato conduzido pela deputada estadual Cilene Couto, uma vez que o presidente da Assembleia, Márcio Miranda, que foi derrotado por Barbalho nas eleições, não compareceu à cerimônia.

O governador reeleito do Amapá, Waldez Góes (PDT), e o vice-governador eleito Jaime Nunes (PROS), foram empossados numa cerimônia que começou por volta de 0h30m (hora local). Waldez vai iniciar o quarto mandato como chefe do Executivo amapaense.

O governador eleito Antonio Denarium (PSL) e o vice-governador Frutuoso Lins (PTC) tomaram posse nos cargos no fim da tarde desta terça, em solenidade da Assembleia Legislativa de Roraima.

No Amazonas, o governador eleito Wilson Lima (PSC) e o vice-governador eleito Carlos Almeida (PRTB) tomaram posse dos cargos no fim da tarde desta terça.

No Acre, Gladson Cameli (PP), e o vice-governador, major Wherles Rocha (PSDB), tomaram posse dos cargos. Em seu discurso, Cameli falou que conhece os problemas que o Estado enfrenta, mas que vai em busca das soluções.

Em Rondônia, o coronel Marcos Rocha (PSL) tomou posse com seu vice, José Jodan (PSL), no teatro Palácio das Artes, sede da Assembleia Legislativa do Estado. Ele destacou o foco da gestão na geração de emprego e renda e atendimento da população carente.

Centro-Oeste

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), e o vice-governador, Murilo Zauith (DEM), tomaram posse dos cargos na tarde desta terça, na Assembleia Legislativa de Campo Grande.

Em Goiás,  Ronaldo Caiado (DEM) também tomou  posse pela manhã para participar à tarde, em Brasília, da cerimônia de posse do presidente Jair Bolsonaro.

Ibaneis Rocha (MDB), eleito governador do Distrito Federal, participou de missa no Santuário Dom Bosco em Brasília e seguiu para Câmara Legislativa do Distrito Federa onde assumiu o cargo.

Mauro Mendes (DEM) tomou posse como governador de Mato Grosso. Em seu discurso, ele falou sobre as dificuldades financeiras do Estado.

Comentários