Duplicação da BR-386 deve evitar acidentes como o que vitimou seis familiares em Soledade

Apenas nos seis primeiros meses do ano, os 445 quilômetros da BR-386 no Rio Grande do Sul, entre Canoas e Iraí, já registraram 36 mortes. Seis delas foram na madrugada desta sexta-feira (30), no km 236 da rodovia. Para tentar evitar que os números aumentem, a estrada já havia sido entregue à iniciativa privada, que deverá duplicar o trecho de 150 quilômetros entre Lajeado e Carazinho.

Antes, no entanto, a concessionária responsável, CCR ViaSul, precisa iniciar a cobrança de pedágio no local. Quatro praças estão sendo erguidas nos municípios de Victor Graeff, Fontoura Xavier, Paverama e Montenegro.

De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a duplicação terá início em fevereiro de 2021, entre Marques de Souza e Lajeado. Já no último trecho que receberá a duplicação, entre Carazinho e Tio Hugo, a previsão é de termino apenas em 2030.

Comentários