“É simples assim: um manda e o outro obedece”, diz ministro da Saúde ao lado de Bolsonaro

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quinta-feira (22), em uma transmissão ao vivo ao lado do presidente Jair Bolsonaro, que “é simples assim: um manda e o outro obedece”.

Nesta semana, o presidente mandou cancelar o protocolo de intenções de compra de 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, anunciado pelo Ministério da Saúde. A vacina é desenvolvida pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac.

Na transmissão desta quinta-feira, Bolsonaro perguntou a Pazuello: “Semana que vem, talvez, com toda certeza, tu voltas para o batente aí?”. Pazuello, então, respondeu: “Pois é, estão dizendo que não, né? Tamo junto”.

Bolsonaro, por sua vez, acrescentou: “Falaram até que a gente tava brigado aqui. Pô, no meio militar é comum acontecer isso aqui, tá certo? É choque das coisas, não teve problema nenhum”.

Pazuello, na sequência, declarou: “Senhores, é simples assim: um manda e o outro obedece. Mas a gente tem um carinho, entendeu? Dá para desenrolar, dá para desenrolar”.

Enquanto Pazuello falava, Bolsonaro ria, colocando a mão sobre o ombro do ministro da Saúde. O presidente, em seguida, brincou: “Opa. Tá pintando um clima aqui”.

O general e o presidente participaram da transmissão ao vivo sem máscara. O ministro da Saúde testou positivo para o coronavírus e está em isolamento. Bolsonaro já foi diagnosticado com Covid-19 e se curou da doença.

Comentários