Eike Batista conta na Lava Jato que ex-ministro Guido Mantega pediu 5 milhões de reais para pagar dívida de campanha; assista ao depoimento

A força-tarefa da Operação Lava Jato informou, nesta quinta-feira (22), que o empresário Eike Batista afirmou ter repassado R$ 5 milhões para o Partido dos Trabalhadores (PT) em 2012. Segundo Eike, a quantia foi um pedido do ex-ministro e presidente do Conselho de Administração da Petrobrás Guido Mantega e foi feito no gabinete dele.

As afirmações de Eike, que é ex-presidente do Conselho de Administração da OSX, foram feitas durante um depoimento espontâneo ao Ministério Público Federal (MPF), em maio deste ano.

Ainda conforme o empresário, à época do pedido de Mantega, ele foi para Brasília falar sobre seus projetos para políticos.

“Todo mundo queria conversar com a gente e eu ia, esporadicamente, a Brasília relatar sobre os projetos específicos. Então, em uma dessas visitas, que aconteceu precisamente no dia 1º de novembro de 2012, no gabinete do ministro Mantega, houve um pedido para que eu contribuísse para a campanha”, afirmou Eike ao MPF.

Comentários