Em delação, Antonio Palocci diz que PT recebeu mais de R$ 270 milhões

A maior parte das negociações eram junto ao ex-tesoureiro do partido, João Vaccari.(Foto: EBC)

De acordo com a delação do ex-ministro e membro do Partido dos Trabalhadores (PT), Antonio Palocci, entre os anos de 2002 e 2014, a legenda teria recebido R$ 270,5 milhões para suas campanhas eleitorais. As informações são da revista Veja.

De acordo com o texto, o dinheiro é relativo a doações, parte declarada e outra não, de grandes grupos e empresas em troca de favores recebidos. Palocci afirma que cada doação teve um benefício específico que, segundo ele, teria sido alcançado por determinada empresa. A maior parte das negociações eram junto ao ex-tesoureiro do partido, João Vaccari.

A delação de Antonio Palocci, acordada com a Polícia Federal e homologada pelo ministro Edson Fachin, chefe da Lava Jato no STF, traz detalhes que, até o momento, não foram expostos em depoimentos anteriores.

Comentários