Em novo depoimento, mãe do menino Rafael reafirma que não teve intenção de matar o filho

No seu terceiro depoimento, Alexandra Dougokenski, 32 anos, mãe do menino Rafael Mateus Winques, 11 anos, encontrado morto na última segunda-feira (25) na cidade de Planalto, no Norte do Estado, reafirmou que não teve a intenção de matar o filho.

O interrogatório, ocorrido na tarde de sábado (30) no Palácio da Polícia, em Porto Alegre, durou aproximadamente cinco horas. Alexandra está presa no Presídio Feminino de Guaíba, na Região Metropolitana.

Alexandra manteve a sua versão, explicando que decidiu ocultar o cadáver de Rafael logo após verificar os seus sinais vitais e perceber que estava morto, principalmente pela presença do outro filho, um adolescente de 17 anos, dentro de casa.

O advogado Jean Severo voltou a sustentar que Alexandra não teve intenção de matar o filho e descartou a participação de outra pessoa no crime. Rafael foi encontrado morto na última segunda-feira (25), após a mãe confessar o crime. A mulher, que está presa de forma temporária, alega que a morte do filho aconteceu de forma acidental, por ingestão de medicamento.

Ela disse que cometeu o crime sozinha. A polícia apura o caso como homicídio doloso, quando há intenção de matar, e investiga a motivação e se há participação de outra pessoa.

Comentários