Em Porto Alegre, manifestações pró e contra Michel Temer ocorrem na Esquina Democrática e no Parque Moinhos de Vento

Sede do PMDB, na Av. João Pessoa, foi depredada na noite desta quarta-feira (foto: divulgação)

Após o final do julgamento do impeachment e a saída definitiva de Dilma Rousseff da Presidência da República nesta quarta-feira (31), manifestantes pró e contra Michel Temer saíram às ruas para protestar e comemorar.

No Parque Moinhos de Vento, o Parcão, o clima é de celebração. Grupos com a bandeira do Brasil e vestindo as cores verde e amarela comemoram a cassação da presidente pelo placar de 61 votos a 20.

Já os protestos contra Temer começaram na Esquina Democrática no início da noite. O grupo saiu em caminhada pelas avenidas Salgado Filho e João Pessoa, em direção a Ipiranga. Nas avenida Ipiranga e Erico Verissimo, os manifestantes queimaram pneus em um momento tenso. As duas avenidas ficaram bloqueadas. Utilizando bombas de gás, a Brigada Militar conseguiu dispersar os manifestantes. Os bombeiros foram chamados para limpar a pista da avenida onde os pneus foram queimados e liberar a via.

Sede do PMDB depredada
A sede municipal do PMDB, mesmo partido do presidente Michel Temer, foi atacada na noite desta quarta. Um grupo de manifestantes queimou um “caixão da democracia” em frente à sede na av. João Pessoa. Depois, a porta foi arrombada e um contêiner de lixo que ficava em frente ao local foi incendiado e puxado para dentro. No contêiner foi pichado os dizeres “Temer lixo”.

Os bombeiros apagaram o fogo e a Brigada Militar conseguiu dispersar os manifestantes com bombas de gás.

 

Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.