Estado coloca à venda salas na área central de Porto Alegre


Imóvel da rua dos Andradas, no centro da Capital, tem avaliação superior a R$ 390 mil
Foto: Carolina Greiwe/Ascom Seplag

Localizadas na rua dos Andradas, no Centro de Porto Alegre, duas salas comerciais que integram o patrimônio imobiliário do Estado estão na lista de imóveis que serão licitados no mês de março.

Uma das lojas tem preço mínimo fixado em mais de R$ 390 mil. Entre os seis lotes colocados à venda, três terrenos estão localizados no município de Montenegro. Se todos forem arrematados, a receita será superior a R$ 1 milhão.

Conforme edital de concorrência divulgado pela Subsecretaria Celic (Central de Licitações do Estado), vinculada à Seplag (Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão), as propostas serão conhecidas a partir das 10h do dia 11 de março (quarta-feira). O certame ocorre no 2º andar do Caff (Centro Administrativo Fernando Ferrari), em Porto Alegre. Os bens pertenciam ao IPE (Instituto de Previdência do Estado).

Cooperação técnica

Responsável por administrar mais de 8.800 imóveis, alguns localizados fora do Estado, a Seplag contabilizou ao longo de 2019 receita de R$ 5,51 milhões com a alienação de 13 imóveis.

Somando as vendas e o incremento na arrecadação por meio do uso oneroso de outras propriedades, a receita total alcançou R$ 11,94 milhões no ano. Houve ainda 95 cessões de uso autorizadas (62 municípios contemplados) e outras quatro permutas.

Para este ano, a meta é consolidar um plano estratégico para a gestão patrimonial. Neste sentido, o governador Eduardo Leite assinou na última semana, no Rio de Janeiro, um acordo de cooperação técnica com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), para estruturar frentes de desestatização de imóveis do Estado.

Sem envolver recursos financeiros entre governo e banco, o acordo precede um possível contrato para modelagem de projetos, assim como feito no caso das privatizações das estatais.

Comentários