Estudo coloca Rio Grande do Sul como o pior estado da região Sul em educação, moradia e proteção contra trabalho infantil

(Foto: Luciano Lanes/Arquivo PMPA)

De acordo com dados divulgados na Pesquisa Bem-Estar e Privações Múltiplas na Infância e Adolescência no Brasil, o Rio Grande do Sul é o estado da região Sul com o pior acesso a educação, moradia e proteção contra o trabalho infantil. O estudo foi realizado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Dentre os pontos analisados estão educação, informação, proteção, água, saneamento e moradia.

Em linha oposta, o estado é o que possui o menor índice de problemas relacionados ao acesso de informações. Com relação ao acesso à água e saneamento, os gaúchos ficam na segunda posição. Cerca de 8,5% dos gaúchos entre quatro e 17 anos se encontram em privação extrema à educação, isto é, quando não frequentam a escola. Os estados vizinhos concentram 5,8% em Santa Catarina e 7% no Paraná.

O estudo foi realizado com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2015 (PNAD), com a utilização de metodologias adotadas em diversas partes do mundo. O estudo está disponível na íntegra no site da Unicef .

Comentários