Feira do Pêssego comercializa mais de 40 toneladas de frutas e é estendida até 3 de janeiro

Seis bancas comercializam pêssegos, sorvete de pêssego, entre outros produtos. (Foto: Alex Rocha/PMPA)

A Feira do Pêssego de Porto Alegre ultrapassou a expectativa dos produtores e vendeu mais de 40 toneladas de frutas – um aumento de 60% em relação às 25 toneladas estimadas. Os vendedores esperam que o número cresça ainda mais com a ampliação do período de feira, que seguirá até 3 de janeiro. Localizadas na Praça XV, no Centro Histórico, seis bancas comercializam pêssegos, sorvete de pêssego, entre outros produtos.

A produtora Giordana Piber expressou surpresa ao ver o resultado positivo. “Nossa expectativa inicial era menor em função da pandemia. Não achávamos que venderíamos em torno de 40 toneladas no período de 30 dias. Mesmo com toda a adaptação, deixando de ser a tradicional Festa do Pêssego e com menos expositores, conseguimos atingir e até passar da meta estabelecida pelos produtores que estão participando”, comemora, lembrando que a produção da fruta é escoada até final de janeiro.

As bancas devem seguir os protocolos de distanciamento de cinco metros, entre outras medidas de controle do coronavírus determinadas no decreto vigente. Os cuidados também devem ser tomados pelos consumidores, como evitar aglomerações, uso indispensável de máscara e álcool gel.

Feira do Pêssego

A tradicional Festa do Pêssego de Porto Alegre foi transformada em feira neste ano e está localizada na Praça XV, Centro Histórico, de segunda a sábado, das 9h às 17h. São vendidos dois tipos da fruta: pêssego de polpa branca (Sulina, Premier, Kampar e Chimarrita) e de polpa amarela (Peach Rubimel mesa e Maciel para compota). O preço do quilo das frutas menores varia entre R$ 4 e R$ 5. Já o das maiores vai de R$ 7 a R$ 10. A realização da feira tem o apoio da Coordenação de Fomento de Atividades da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

Comentários