Fepam investiga descarte irregular de resíduos em Capão da Canoa

Vistoria, em caráter de urgência, abrangeu três locais nas imediações da Lagoa dos Quadros. (Foto: Divulgação/Fepam)

A Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental e o Batalhão de Polícia Ambiental da Brigada Militar vistoriaram nesta semana, em caráter de urgência, a Lagoa dos Quadros, em Capão da Canoa. A ação teve por objetivo apurar denúncias sobre o lançamento de resíduos sanitários patogênicos sem tratamento adequado na água, próximo ao ponto de captação de da Corsan (Companhia Riograndense de Saneamento).

Os técnicos estiveram em três locais onde o material estaria sendo lançado, mas não encontraram caminhões fazendo descarte irregular. Havia, porém, rastros de veículos pesados e resíduos próximos à margem da lagoa, além de um forte odor. A Fepam informou que continuará a fazer fiscalizações na área.

Segundo a coordenadora do Balcão de Licenciamento Ambiental Unificado do Litoral Norte, Caroline Moura, o transporte desse tipo de resíduo e os pontos de recebimento (estações de tratamento de esgoto) são licenciados pela Fundação, mas algumas localidades não contam com rede coletora de esgoto. “A população contrata empresas sem licenciamento ambiental para efetuar a limpeza de fossas, mas que acabam fazendo o serviço de forma inadequada e sem a correta destinação do material”, ressaltou Caroline.

Comentários

Comentários

831 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.