Fernando Henrique Cardoso diz que o Brasil precisa de lideranças políticas

O Brasil precisa de lideranças políticas, e a polarização é uma ameaça, segundo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Ele descartou risco institucional, mas disse que “o alarme precisa ser dado” porque a polarização vigente no País ameaça a democracia.

“O risco é a polarização. Você não pode deixar que a polarização afete o jogo democrático, que supõe a diferença. É preciso que algumas pessoas que têm responsabilidade institucional, como foi o caso dos presidentes da Câmara e do Senado, manifestem sua estranheza”, declarou o tucano em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

“Eu sou bastante cuidadoso, sobretudo no exterior, porque fui presidente e sei que as coisas são difíceis. Mas está chegando um momento em que os que são responsáveis pelas chefias do aparelho institucional se comportem institucionalmente. Quem tem função presidencial tem de se comportar como tal. Eu sei que às vezes você fala por falar”, completou.

“Depois da eleição municipal de outubro, tudo vai girar em torno da expectativa de futuro. Apesar das instituições, elas não funcionam sem lideranças. É preciso ter pessoas. Você não leva o eleitorado a votar pelo que você fez, mas sim pelo que você pode fazer. Alguém vai encarnar esse futuro. Pode ser o próprio Bolsonaro, com a permanência da polarização. Eu não gostaria”, prosseguiu.

Comentários