Fiergs afirma que o pacote anunciado pelo governo do Estado para combater a crise é um enxugamento necessário da máquina pública

Presidente da Fiergs, Heitor Müller (Foto: Banco de Dados)

A Fiergs (Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul) afirmou que considera o pacote de medidas anunciado na segunda-feira (21) pelo governador José Ivo Sartori um “esforço de enxugamento da máquina estatal que se faz necessário”.

Segundo a entidade, se a Assembleia Legislativa aprovou um marco de políticas públicas com a Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual e posteriormente a Lei de Diretrizes Orçamentárias prevendo aumento de gastos limitado a 3%, será coerente aprovar as medidas de enxugamento.

“A falência das finanças públicas estaduais já estava prevista desde 1989, quando a Fiergs lançou o estudo que ficou conhecido como Relatório Sayad, isso há 27 anos. Pena que os governantes não tenham dado a devida atenção ao documento”, declarou o presidente da entidade, Heitor José Müller. “Esperamos que os deputados tenham sensibilidade para aprovar as medidas”, concluiu.

Comentários

Comentários

817 Comentários