Fórum Os Caminhos do Rio Grande: secretário dos Transportes aponta diretrizes e oportunidades traçadas para a recuperação das estradas gaúchas

Secretário dos Transportes, Pedro Westphalen. Foto: Jackson Ciceri - O SUL

O secretário dos Transportes do RS, Pedro Westphalen, explanou após a abertura do vice governador José Paulo Cairoli, no Fórum Os Caminhos do Rio Grande, sobre a situação das estradas gaúchas. Segundo o secretário, o grande paradoxo visualizado ao assumir a pasta era a dependência do RS das rodovias, “mais do que o Brasil como um todo”.  Foi este cenário que possibilitou a implantação de novas diretrizes e oportunidades para o restabelecimento da malha ferroviária, hidroviária e rodoviária do Estado, em parte através de parcerias com a iniciativa privada, o que possibilita  concessões, implantação do CREMA (Contratos de Manutenção e Restauração de Rodovias), reestruturação do DAER e recuperação da EGR, entre outras ações.

Com relação à EGR,  o secretário Pedro Westphalen traçou um perfil da empresa e de suas 14 praças de pedágios administradas, distribuídas ao longo de 892,78 quilômetros, com um volume de tráfego de mais de 40 milhões de veículos. “A EGR passou a ser concessionária e não mais administradora de pedágios. A permanência também foi estendida para 30 anos, o que permite buscar investimentos  para cumprimento de manutenção e conservação”.

Na sequência, como painelistas, o Fórum conta com as participações do diretor-presidente da EGR, Nelson Lídio Nunes; do conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado), Pedro Henrique de Figueiredo; representando o ministro-chefe da Casa Civil do Governo Federal, Eduardo Battaglia Krause e com o presidente do Conselho de Administração da Agenda 2020, Humberto Busnello. A mediação do evento é do jornalista Armando Burd, da Rede Pampa.

Comentários

Comentários

801 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.